O ex-primeiro ministro da Itália, Silvio Berlusconi, foi internado no hospital San Raffaele, em Milão, dois dias após a divulgação da informação de que havia sido infectado pelo novo coronavírus, que provoca a Covid-19, segundo veiculou nesta sexta-feira, 4, a imprensa italiana. Segundo publicações locais, não confirmadas por fontes médicas ou ligadas ao político e empresário, a causa da hospitalização teria sido uma pneumonia que atingiu os dois pulmões, que estaria em estágio inicial. “Após a aparição de alguns sintomas, o presidente Berlusconi foi internado no hospital San Raffaele de Milão por precaução. O quadro clínico não é preocupante”, afirma nota divulgada pelos colaboradores do ex-primeiro ministro. Licia Ronzulli, senadora pelo Forza Italia, partido do ex-primeiro-ministro, garantiu nesta sexta-feira, em entrevista a um programa de rádio, que Silvio Berlusconi “passou a noite no hospital para controlar a situação, mas está tudo bem”.

Na quinta-feira, o magnata das comunicações havia afirmado que estava em boas condições de saúde e seguia trabalhando de casa. No entanto, segundo a imprensa italiana, após se consultar com o médico pessoal, Alberto Zangrillo, que atende no San Raffaele, Berlusconi chegou ao hospital por volta de 0h (hora local), caminhando normalmente. O político está isolado no sexto andar da unidade de saúde. Ainda na quinta foi divulgado que dois dos filhos do magnata, Barbara, de 36 anos, e Luigi, de 31, também estão contaminados pelo coronavírus e cumprem quarentena. Outra infectada é a namorada atual do magnata, a deputada Marta Fascina, que havia ficado na residência de Arcore, de acordo com a imprensa italiana.

*Com Agência EFE