Cachorros foram localizados em uma casa, no Jardim Everest, sem água e alimentação em meio a fezes. Um deles é da raça pastor alemão e o outro de raça indefinida. Animais foram abandonados em uma casa e envolvido acabou multado em R$ 6 mil
Polícia Ambiental
A Polícia Militar Ambiental autuou um homem, de 29 anos, por maus-tratos a animais domésticos, em Presidente Prudente (SP). Dois cães foram localizados abandonados em uma casa no Jardim Everest. O envolvido foi multado em R$ 6 mil.
O policiamento foi verificar uma denúncia de maus-tratos a animais em uma casa, nesta quinta-feira (3). No local, foi constatado que o envolvido mantinha dois cães em condições de maus-tratos, sem água e alimentação em meio a muitas fezes. Um deles é da raça pastor alemão e o outro de raça indefinida.
O envolvido informou aos policiais que reside em outro local. Ele ainda declarou que deixou os animais abandonados na casa, onde residia a sua sogra, que se mudou para um sítio.
Uma médica veterinária esteve presente no local e elaborou um laudo clínico constatando os maus-tratos.
Foi elaborado em desfavor do envolvido um auto de infração ambiental no valor de R$ 6 mil por maus-tratos a animais domésticos, conforme o artigo 29 da Resolução SMA 48/14. Os animais foram apreendidos e destinados a uma Organização Não-governamental (ONG) de Martinópolis (SP), onde receberam os primeiros cuidados e aguardam destinação legal.
Animais foram abandonados em uma casa e envolvido acabou multado em R$ 6 mil
Polícia Ambiental
Outro caso
Este foi o segundo flagrante de maus-tratos em um intervalo de 10 dias, em Presidente Prudente. No dia 24 de agosto, a Polícia Militar Ambiental autuou uma mulher de 22 anos por maus-tratos a animal doméstico, após constatar lesões em um cão da raça bull terrier em uma residência no Jardim Humberto Salvador.
Mulher leva multa de R$ 3 mil por maus-tratos a cachorro da raça bull terrier em Presidente Prudente
No quintal, os militares encontraram o cão com machucados pelo corpo e feridas decorrentes de sarna. Segundo a polícia, a mulher disse que havia dado um banho com medicamento no cachorro, mas não tinha resolvido o problema.
Na ocasião, o animal foi recolhido pelos policiais e encaminhado a uma clínica para receber cuidados médicos veterinários.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.