A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro rejeitou, durante votação semipresencial, nesta quinta-feira, 3, o pedido de impeachment do prefeito Marcelo Crivella. Foram 25 votos contrários contra 23 pela abertura. Com o resultado, o pedido de impeachment é arquivado. O pedido foi feito pela bancada do PSOL após reportagem da TV Globo denunciar um esquema de intimidação da imprensa e de pessoas em hospitais municipais. Os “Guardiões do Crivella”, segundo a reportagem, eram funcionários públicos que faziam plantão na porta de hospitais para atrapalhar reportagens no local e impedir denúncias de pacientes. Diversos grupos em aplicativos de mensagens monitoravam a imprensa e combinavam estratégias para impedir reportagens. O maior grupo era denominado “Guardiões do Crivella”.

O vereador Dr. Jorge Manaia, ao votar, defendeu que “cabe ao poder público decidir se ocorreu crime” no caso. Já a vereadora Rosa Fernandes afirmou durante a sessão que “a Casa tem o dever de permitir a investigação dos fatos denunciados pela imprensa”. A Câmara Municipal tem 51 vereadores e o arquivamento do pedido se deu por maioria simples.

*Mais informações em instantes