Como o Brasil cresceu tanto no setor de energias renováveis? Como agora é possível afirmar que o país possui empregos para mais de 200 mil novos profissionais da área atualmente?

Confira lendo o artigo e analise por si só as oportunidades.

A energia eólica crescer bastante no Brasil nos últimos anos. Desde 2008 quando foi realizado no Brasil o primeiro leilão de energia especificamente eólica, a principal entre as renováveis no país, o desempenho da fonte sempre foi em curva ascendente.


No Brasil as fontes renováveis são geradas principalmente nos Estados:

Rio Grande do Norte;

Bahia;

Ceará;

Rio Grande do Sul;

Piauí.

A maior geração de energia nos Estados do Nordeste, deve-se aos excelentes recursos naturais, como o vento, o sol, e resíduos para biomassa.


Em estudos realizados recentemente, foi apontado que o Brasil possui uma das maiores matrizes de energia renovável no planeta. De 33% pelo mundo, no Brasil a matriz energética chega a 80%.

Segundo a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o Brasil precisa começar a expandir o setor de energia eólica o mais rápido possível, há estimativas de que até o ano de 2026 a cadeia eólica possa gerar aproximadamente 200 mil novos empregos diretos e indiretos.


Segundo Ricardo Delneri, um dos maiores investidores em energia renovável do Brasil, temos tudo que precisamos para continuar crescendo e gerando empregos em regiões carentes de oportunidades.

Em termos de quantidade de empreendimentos eólicos os Estados estão segmentados da seguinte forma: Bahia têm 165 parques, Rio Grande do Norte possui 159 parques, Rio Grande do Sul 80 e o Ceará são 79. Os dados são da Associação Brasileira de Energia Eólica, por meio do Infovento.