O Brasil registrou nesta quarta-feira (1) o primeiro caso do novo coronavírus em um indígena do País. Trata-se de uma mulher da etnia Kokama, de 20 anos, moradora da aldeia São José, em Santo Antônio do Içá, Amazonas. A informação foi confirmada pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

De acordo com o secretário de saúde do município, Francisco Ferreira Azevedo, a indígena que testou positivo para a Covid-19 trabalha como agente de saúde, atende em aldeias na região e viajou a outros municípios do Alto Solimões, como Tabatinga, recentemente.

Segundo a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), a paciente está assintomática, e o pai, mãe, marido e filha dela estão sendo monitorados pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

As autoridades suspeitam que a infecção tenha ocorrido após o registro de um caso importado de um médico que trabalha em Santo Antônio do Içá e testou positivo para a Covid-19 depois de viajar para Santa Catarina e Paraná.

Desde então, o médico e todas as pessoas que estiveram em contato com ele, entre elas 12 indígenas e 15 auxiliares sanitários, estão isolados. Os 27 foram testados e, até o momento, só houve a confirmação do contágio da mulher de 20 anos.

No total, o município de Santo Antônio do Içá já soma quatro casos positivos para a Covid-19. Além da mulher e do médico, os outros dois casos confirmados são de homens, um de 38 e outro de 45 anos. A cidade, que tem cerca de 25 mil habitantes, possui ainda outros 54 casos suspeitos aguardando resultando. Outros 50 já foram descartados.

*Com informações da Agência EFE