Em live promovida pelo Credit Suisse, Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, destacou o cenário para o câmbio, em meio aos recordes sucessivos do dólar, que chegou a ultrapassar os R$ 5,30 nos últimos dias por conta da aversão ao risco com coronavírus. Ele reforçou que o câmbio é flutuante, pontuando que é preciso dar liquidez ao mercado.

O presidente do BC apontou que as intervenções que estão sendo feitas tem sido apropriadas, mas que a autoridade monetária está preparada para atuar mais, caso necessário.

“Parte do mercado advogava fazer programas mais agressivos para câmbio. Nós sempre entendemos que era importante dar liquidez, não influenciar a trajetória de preço, mas sempre olhando o real frente a outras moedas. Nós temos um arsenal bastante grande em relação a isso. Entendemos que o real desvalorizou muito e um pouco mais em relação a outras moedas. Estamos preparados a qualquer momento para fazer uma coisa maior se for necessário no câmbio, mas entendemos que o câmbio é flutuante. As reservas são grandes”, destacou.

Além disso, Campos Neto apontou que a atual crise por conta do coronavírus vai gerar entendimento diferente sobre o papel dos bancos e seu capital. “Não tem como apertar mais capital, acho que isso é coisa que vai mudar”, avaliou.

Campos Neto disse ainda que o plano do governo contra a crise tem tido velocidade alta e repetiu comentário de que é melhor ter um fiscal pior, mas com contratos em dia. Ele ainda comentou que os mercados emergentes estão vendo saída de capital e o gasto fiscal deve ser maior.

O presidente do BC ainda avaliou que essa grande crise pode ser transformada em oportunidade para um avanço maior com as reformas, mas destacou ser óbvio que o momento agora é de lidar com as medidas emergenciais.

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!

The post BC tem grande arsenal para atuar no câmbio caso seja necessário, afirma Campos Neto appeared first on InfoMoney.