O atacante brasileiro Neymar, do Paris Saint-Germain, entrou na lista de inadimplentes da Receita da Espanha, publicada nesta quarta-feira pela Agência Tributária do país. O jogador viveu na Catalunha entre 2013 e 2017, período em que defendeu o Barcelona e anotou 105 gols em 185 jogos pelo clube catalão – média de 0,57 por partida.

A dívida de Neymar, de acordo com as informações divulgadas pelo órgão oficial, é de 34,6 milhões de euros (R$ 228,7 milhões). Trata-se, de acordo com o jornal espanhol Marca, da maior pendência de uma pessoa física com a Receita do país. O maior devedor era o empresário Agapito García Sánchez, que tem débitos de 16 milhões de euros (R$ 105 milhões) com o tesouro. Ou seja, a dívida de Neymar é mais de duas vezes maior que a do segundo colocado da relação.

A lista tem nomes de pessoas físicas que, em 31 de dezembro de 2019, tinham dívidas com a administração fiscal superiores a 1 milhão de euros (R$ 6,6 milhões). Até o fim do ano passado, havia um total de 3.930 pessoas na relação. A quantidade é 2,4% menor que em 2018 e 19% inferior ao número registrado em 2014. Outro atleta que aparece na lista é o ex-motociclista espanhol Sito Pons, que deve 1,95 milhões de euros (R$ 12,9 milhões) à Receita da Espanha.

*Com informações da Agência EFE