Boletim de casos de coronavírus em Presidente Prudente, em 30 de junho
Reprodução
Presidente Prudente divulgou nesta terça-feira (30) mais 194 resultados positivos de Covid-19 e teve o maior número de confirmações diárias registradas no município. O recorde anterior era de 32 casos, computados no dia 23 de junho. Agora, a cidade possui 715 casos positivos do novo coronavírus.
A Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) ainda divulgou 992 casos negativos nesta terça-feira e os descartes chegaram a 2.482.
O boletim oficial indica que 52 pessoas estão hospitalizadas, nove delas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Segundo a VEM, 272 pessoas aguardam resultados de exames para diagnóstico da doença.
Presidente Prudente possui 19 mortes confirmadas pelo novo coronavírus.
Boletim de casos de coronavírus em Presidente Prudente, em 30 de junho
Reprodução
Disparada de casos
De acordo com a Prefeitura, no último fim de semana a Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) constatou uma diferença expressiva nos casos positivos de coronavírus informados pelo Estado e no boletim municipal diário.
Desde segunda-feira (29), as equipes da VEM realizaram o cruzamento de dados e informaram que essa diferença é referente aos testes realizados por instituições que registram as informações diretamente no sistema do Estado, como testagem em policiais, caminhoneiros e população em geral feita em farmácias.
De acordo com o Poder Executivo, o protocolo seguido pelo município configura no recebimento de todas as notificações e resultados encaminhados pelas unidades de saúde que realizam testes na cidade, sendo elas: Centro Municipal de Triagem Covid-19, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Pronto Atendimentos (PAs), hospitais (públicos e privados) e laboratórios particulares.
“Após isso é feita a digitalização do boletim, a divulgação diária para a população e o cadastramento nos sistemas dos governos estaduais e federais. O foco é sempre manter primeiro a população atualizada”, esclareceu a Prefeitura.
A VEM informou que devido ao número exponencial de casos, se tornou inviável apresentar dados tão detalhados como início de sintomas e condição (se hospitalizado ou não) de cada paciente, mas fará o possível para manter os dados básicos como sexo e faixa etária, além da atualização diária do número de hospitalizados e semanal do número de curados.
Até o momento não haverá alteração na forma de apresentação dos óbitos sejam eles suspeitos, confirmados ou descartados.
Initial plugin text
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.